474 Views |  Like

Eyan Allen: o Chefe da classe e sofisticação

Porque ele personifica em traços o poder e verte o verdadeiro significado da moda enquanto arte é o mistério da excelência do trabalho de um ícone: O Diretor Criativo da Hugo Boss.


Hugo Boss: criações que esbanjam bom gosto.

 

Um mito em ascensão
Ele é jovem e com um padrão de qualidade, bom gosto e estilo que parece não findar às inusitadas coleções. Cria e recria em tons sóbrios, cortes modernos para executivos e fashionistas mais clássicos. O tradicional sem conservadorismo: é possível? Sim, e ele mostra que a ousadia jamais se limita ou termina em repetições. O designer de moda que gerencia o estilismo da Hugo Boss tem uma história profissional de causar invejinha em colegas mais velhos. Isso porque o inglês Eyan Allen trabalha exaustivamente e com traços inusitados, ideias inovadoras que não fogem ao requinte da marca.

 

Artefatos com estéticas ousadas e atrativas.

 

Traços de mestre
Formado pela Royal College of Art University of Central Lancashire, ele já declarou que sua inspiração é seu instinto. Questionar seu talento é perigoso – e desaconselhável, já que a Boss não para de crescer e expandir seus itens de portfólio: cosméticos, perfumaria, joias, bolsas, calçados, óculos, relógios, cintos e muitos outros acessórios se estendem por sua linha mista de vestuário. Simplicidade dos grandes. “Como a Hugo Boss é uma Maison, suas coleções precisam inovar. Por isso não tenho medo de usar tecido experimental ou seda – que custa 200 euros por metro. Todos eles têm a mesma importância e podem se sentar juntos”, sintetiza em uma de suas declarações à mídia especializada.

 

Difícil fazer igual
Sem rótulos. Sem exageros. Sutilezas em detalhes e muitos detalhes com sutis versões envoltas pelas artes. O surrealismo e desmedidas obras contemporâneas participam das temáticas que se valem do couro e tecidos da tinturaria tradicional, onde o preto, nuances diversas de chumbo e de azul são a marca que, junto ao vermelho e outras cores inseridas com comedimento, configuram a leveza do mundo dos negócios e o poder decisório daqueles que sentem-se seguros por ser quem são: esta é a sensação final causada pelo looks da grife. Tons similares, peças parecidas? Com certeza não.

 

Atrevimento na medida
Allen passou pela Ellesse, Nike, Puma e Adidas antes de assumir o comando da Hugo Boss, e em todas deixou gravado seu estilo de alta estirpe e originalidade. Um nome que já desperta a atenção de celebridades quando ouvido e causa frisson no mercado da moda – além de ser ovacionado no mundo da haute couture.

Tags

#Hugo Boss